A Câmara

REGIMENTO INTERNO

DENOMINAÇÃO E LOCALIZAÇÃO

  1. A ESCUTATIVA CÂMARA DE CONCILIAÇÃO,  MEDIAÇÃO E ARBITRAGEM LTDA., figurando neste instrumento com a designação, simplesmente,  de ESCUTATIVA, localizada na Rua Padre Chico, 221 – conj. 506 – Perdizes – Município e Estado de São Paulo.

OBJETIVOS

  1. A ESCUTATIVA  tem por objetivo administrar conciliações, mediações e arbitragens que lhe forem submetidas, prestando assessoramento e assistência no desenvolvimento da conciliação, mediação e arbitragem, conforme disposto  no respectivo Regulamento, tendo, ainda, como atribuições:

a)- elaborar cláusula-tipo de arbitragem, sem prejuízo de outra voluntariamente adotada pelas partes;
b)- manter relações e filiar-se a instituições ou órgãos de conciliação, mediação e arbitragem, no país ou no exterior, bem como celebrar convênios ou acordos de parceria ou cooperação.
c)- exercer qualquer atividade relacionada com os institutos jurídicos de conciliação, mediação e arbitragem no âmbito nacional e internacional;
d)- promover a prevenção ou solução extrajudicial e/ou judicial de conflitos, pelos métodos de conciliação, mediação, arbitragem e negociação, dentre outros que venham a existir.
e)- divulgar a solução dos conflitos por meios dos métodos previstos na Lei de Mediação e no Código de Processo Civil, observadas as demais normas nacionais e internacionais aplicáveis;
f)- patrocinar, organizar e realizar cursos, congressos, seminários, palestras, encontros, debates, pesquisas e estudos relacionados aos métodos extrajudiciais de solução de conflitos e outros ramos do direito;
g)- patrocinar e promover a edição de material publicitário, livros, revistas e periódicos relacionados aos métodos de solução de conflitos.


 DA ADMINISTRAÇÃO DA CÂMARA

  1. A ESCUTATIVA será constituída por Presidência, Conselho  Consultivo e Secretaria
    1. A Presidência da ESCUTATIVA será exercida na forma prevista neste Regimento;
    2. O Conselho Consultivo será composto por Presidente, Vice-presidente e Conselheiros, em número não inferior a três, sempre em número impar.
    3. A administração operacional da ESCUTATIVA compete à Secretária Geral.
  2. Compete à Presidente da Câmara

a)- administrar e representar a ESCUTATIVA, delegando poderes quando necessário;
b)- aplicar e fazer aplicar este Regimento e os Regulamentos
c)- designar os integrantes do corpo permanente de conciliadores, mediadores e árbitros;
d)- exercer demais atribuições necessárias para o cumprimento deste Regimento e dos Regulamentos
e)- indicar conciliadores, mediadores e árbitros, quando não disposto de outra forma pelas partes, atendendo à natureza e à característica do litígio, ressalvado o disposto no item 4.1;
f)- expedir normas complementares e de procedimento, visando dirimir dúvidas sobre aplicação deste Regimento e Regulamentos referentes aos casos omissos;
g)- alterar a tabela de custas e honorários da ESCUTATIVA, após consulta e aprovação dos demais membros da sociedade;
h)- proceder às alterações necessárias nos Regulamentos, após consulta e aprovação dos demais membro da sociedade;
i)- instaurar sindicância de ofício ou mediante requerimento, e presidi-las  na esfera administrativa, relativamente à conduta de conciliadores, mediadores e árbitros, propondo ao Conselho Consultivo, se for o caso, a medida de desligamento da ESCUTATIVA, assegurado o  amplo direito de defesa;
j)- participar, como membro nato, de reuniões do Conselho Consultivo
k)- a divulgação de sua atuação e a disseminação da cultura de soluções alternativas de controvérsias e conflitos de interesses, contribuindo para a pacificação;

4.1- Na ausência e/ou impedimento da Presidente da ESCUTATIVA, a indicação de conciliadores, mediadores e árbitros disposta na alínea “e” será de competência  da  Vice-presidente.
5. Compete à Vice-presidente da ESCUTATIVA:
a)- auxiliar a Presidente no desempenho das funções, em todos os assuntos pertinentes;
b)- substituir a Presidente nas ausências e nos impedimentos;
c)- participar de reuniões do Conselho  Consultivo
6. Compete ao Conselho  Consultivo da ESCUTATIVA
a)- a coordenação, a supervisão e a orientação relativas as suas funções, promovendo a política estratégica para a consecução de seus objetivos;
b)- a organização, a disciplina e a edição de normas, para assegurar o cumprimento de suas finalidades;
c)- propor a celebração de convênios e parcerias, para a expansão de suas atividades, assim como a manutenção de intercâmbio com instituições culturais, científicas e tecnológicas, associações profissionais e universitárias, empresas públicas e privadas, visando ao desenvolvimento do método alternativo de solução de litígios;
d)-  a proposição de estratégias e planejamento para a ESCUTATIVA
e)- as decisões relativas aos incidentes e as deliberações sobre consultas formuladas pelo Presidente da ESCUTATIVA nos procedimentos de conciliação, mediação e arbitragem;
f)- homologar a designação de conciliadores, mediadores e árbitros para o corpo permanente da ESCUTATIVA, conforme disposto no item 4.c deste Regimento;
g)- imposição de medida administrativa de desligamento da lista de Conciliadores, Mediadores e Árbitros, observado o item 4.1.

7)- Compete ao Presidente do Conselho Consultivo:
a)- representar o Conselho Consultivo e exercer funções inerentes à Presidência;
b)- designar e presidir reuniões, determinando as convocações necessárias;
c)- delegar atribuições a membros do Conselho Consultivo da ESCUTATIVA;
8)- Compete ao Vice-presidente do Conselho Consultivo
a)- auxiliar o Presidente no desempenho das funções, em todos os assuntos pertinentes aos objetivos da ESCUTATIVA;
b)- substituir o Presidente nas ausências e nos impedimentos
9)- Compete aos Conselheiros:
a)- apresentar propostas para o melhor funcionamento da ESCUTATIVA e do Conselho Consultivo;
b)- participar das reuniões, dos debates e das deliberações do Conselho

10)- Compete à Secretária Geral:
a)- assegurar o bom desempenho dos serviços da ESCUTATIVA, inclusive prestando as informações necessárias às partes e aos procuradores;
b)- receber e expedir notificações e comunicados nos casos previstos nos Regulamentos;
c)- manter sob sua guarda os documentos da ESCUTATIVA e atualizados os registros, resguardando o sigilo necessário;
d)- diligenciar para o pagamento das custas e honorários, fornecendo às partes a respectiva documentação.
O presente Regimento Interno foi aprovado na reunião do Conselho Consultivo da ESCUTATIVA realizada em 01 de setembro de 2016, em sua sede.

Quer saber mais?
Entre em contato conosco


Fale Conosco